Como Funciona o USB

Conheça mais sobre a tecnologia que domina a transmissão de dados em computadores

Como Funciona o USB

Como Funciona o USB

O USB (Universal Serial Bus) é uma tecnologia de transmissão de dados simples e rápida, presente em diversos aparelhos, principalmente em computadores e dispositivos de armazenamento de dados externo, como HDs externos, câmeras digitais e pen drives.

O objetivo do USB é fornecer um meio padrão para transmissão de dados entre diversos dispositivos, evitando a diversidade de cabos que podem tornar a tarefa muito complexa para usuários iniciantes.

Como surgiu a idéia

Versão

Versão

Os principais fabricantes de computadores, softwares e dispositivos para computadores perceberam a necessidade da padronização, e começaram a estudar possibilidades. Esse consórcio (USB Implementers Forum) originado em 1995 envolveu várias empresas, como Intel, Microsoft, IBM, Apple entre outras.

Embora o consórcio só tenha se estabelecido na metade de década de 90, a primeira versão do UBS foi lançada em 1994, e foi a versão 0.7. No entanto as versões mais utilizadas comercialmente foram as versões 1.1 (lançada em 1998) e a versão 2.0 (lançada em 2000).

Entre as vantagens do USB, estão

Benefícios

Benefícios

Recurso Plug and Play

A maioria dos dispositivos USB pode ser utilizada logo após de conectados ao computador, sem exigir configurações.

Padronização

O USB proporciona um padrão que pode ser utilizado por qualquer aparelho que possua conexão USB, evitando diferentes tipos de conexão.

Grande número de conexões

Embora a maioria das pessoas não precise utilizar este recurso, uma porta USB suporta conectar até 127 dispositivos de uma única vez, através de aparelhos próprios para isso.

Energia

A porta USB é capaz de fornecer energia aos aparelhos, razão pela qual muitos dispositivos como celulares e MP3 Players podem ser recarregados enquanto o usuário transfere arquivos através da porta USB.

Compatibilidade

O USB é um padrão compatível com a maioria dos sistemas operacionais ou plataformas. E seu uso extrapolou o uso de computadores: hoje em dia é possível ver televisões e outros aparelhos com portas USB.

Curiosidades sobre o USB

– Um cabo USB não deve possuir um comprimento maior do que 5 metros. Isso porque o tempo de transmissão não deve superar o limite, que é de 1500 nanossegundos (senão o sinal se perde). E quanto maior a distância que os dados têm que percorrer, mais tempo demora.

– Os quatro fiozinhos do barramento USB são: VCC (responsável por alimentar o dispositivo eletricamente), D+ e D- (responsáveis pela transmissão de dados) e GND (responsável por controlar a eletricidade, como um fio terra).

– As especificações para o USB 3.0 foram definidas em 2008, e incluem uma maior velocidade, mais alimentação elétrica, compatibilidade com os padrões anteriores e mais conectividade. Além disso o USB 3.0 poderá transferir dados de forma bidirecional (copiar um arquivo do computador para o pen drive e um do pen drive para o computador, ao mesmo tempo).

José Neto.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Eletrônicos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.