Problemas Na Atualização do Windows

Muitas pessoas no planeta sabem a importância de possuir um computador, seja para estudo, seja para trabalho, para lazer ou diversão, não importa. Apesar de o smartphone ser um substituto que, aos poucos, está tomando o lugar do PC de mesa, vários serviços precisam, ainda, serem feitos num computador convencional, o que evidencia que, embora a venda de equipamentos do tipo tenha entrado em declínio, precisará de muito tempo até que esses aparelhos entrem, enfim, em uma obsolência irreversível.

A maioria dos computadores pessoais rodam o sistema operacional Windows, criado por Bill Gates, em 1985, e, até hoje, está na ativa, estando em sua décima versão: O Windows 10. É curioso pensar que, apesar de usar essa nomenclatura, o Windows 95, com uma pontuação maior, foi lançado na década de 90. Recentemente, com o lançamento do Windows 7, é que a nomenclatura cardinal começou a tomar forma. Outra curiosidade é que, depois do Windows 8, em vez de vir o Windows 9, a nova versão pulou direto para o Windows 10.

E, como podemos perceber, o sucesso do sistema operacional prolonga sua vida até os dias de hoje, e isso só foi possível graça a uma série de atualizações que vieram com os diversos sistemas lançados, que foram acrescentando cada vez mais novas funções que foram enriquecendo ainda mais o sistema e o deixando cada vez mais desejado. No entanto, algumas dessas atualizações, em vez de satisfazer o consumidor, trouxeram diversas dores de cabeça a eles, e é sobre isso que iremos falar nesse artigo, que irá explanar um pouco mais sobre o Windows e como algumas atualizações afetaram o desempenho do sistema operacional. Confira:

O Sistema Operacional Windows

O SO Windows é uma criação de Bill Gates, fundador da Microsoft, que começou a ser utilizado nos computadores em 1985. Muito se tem se falado sobre real autoria do Windows, pois muito e é acusado sobre “roubos” de ideias, por conta de um sistema lançado em 1982, pelo também gênio da informática Steve Jobs, que veio a fundar a gigante Apple, que é hoje, junto com a Microsoft e a Google, as maiores empresas de tecnologia de todo o planeta.

O primeiro Windows, que foi lançado há mais de 30 anos atrás, tinha uma interface bastante rudimentar, capaz de realizar apenas operações simples, mas que faziam a diferença naquela época, visto que, nos anos 80, a tecnologia mais usada era a televisão.

Em 1995, no entanto, foi lançado o Windows 95, que veio para determinar um verdadeiro padrão de sistema operacional que dura até os dias de hoje.  Isso porque, se comparado com o primeiro Windows, tudo foi reformulado, incluindo a interface, as funções incrementadas que são presentes até hoje no sistema (barra de tarefas e menu iniciar), além de outros melhoramentos que deixaram o sistema mais fluído. Poucos sabem, mas em 1996 foi lançada uma outra versão do Windows 95, com algumas alterações que melhoraram ainda mais o seu desempenho.

Três anos depois, o Windows recebeu uma nova atualização de peso: o Windows 98 que, dentre muitas novidades, teve como novidade maior o fato de sua total integração com a internet, algo que era bastante prematuro no antecessor Windows 95. Foi nessa versão do Windows, também, que foi incluso o suporte ao USB, porta eletrônica que facilita a conexão de periféricos para serem utilizados no computador, como pen-drives ou caixas de som.

Foi notado que o Windows teve grande êxito no mundo, no qual a maioria dos computadores em uso naquela época contavam com o S.O da Microsoft.  E, três anos depois, foi lançada a atualização de peso do SO: o Windows XP, que é, até hoje, a versão do Windows mais utilizada de todo mundo, mesmo passados quase 20 anos de seu lançamento. Isso porque, a sua interface mais limpa e com maior facilidade de uso, além da estabilidade (ou seja, com poucos bugs) faz com que o sistema seja o preferido em instituições como bancos e indústrias. Para você ter uma ideia, cerca de 95% dos caixas eletrônicos de todo o mundo ainda contam com o Windows XP como sistema operacional. Por conta desse sucesso, a Microsoft ainda vinha lançando atualizações de seguranças para os usuários desse sistema, tanto para as empresas quanto para o usuário doméstico. Apesar desse sucesso estrondoso, o XP teve sua venda encerrada definitivamente em 2009, oito anos depois do seu lançamento, em prol do novo lançamento da empresa, que era o Windows 7. Essa versão, aliás, é o que vem tomando o lugar do XP como o mais usado no mundo.

Em 2005, porém, o XP deu espaço para o Windows Vista, que é considerado, entre muitos especialistas, como a melhor versão do Windows já lançada. Com um design totalmente novo, batizado de Windows Aero, o Vista foi lançado tanto para computadores domésticos como para Tabletes PC’s, e também para Media Center’s.  Uma das curiosidades relacionadas a isso foi o hiato de lançamento: quase cinco anos de uma versão a outra.

Em 2009, veio o Windows 7, com uma pegada totalmente “clean”, mas que satisfez muito o consumidor, sendo que ele é a versão de Windows que está sendo mais utilizada, desbancando, aos poucos, o Windows XP.  A intenção com o seu lançamento foi de aproveitar as funcionalidades adquiridas no Vista, mas com uma interface mais limpa, simples e direta.

Três anos depois, em 2012, foi lançado o Windows 8, com uma pegada totalmente nova, mas que, infelizmente, se tornou uma verdadeira decepção: muitos consideram essa a pior versão do Windows.

Windows 10 E Os Problemas Na Atualização

EM 2015, foi lançado o atual Windows 10, que veio para aliar as funcionalidades do Windows 8 com a praticidade do Windows 7. Foi muito bem recepcionado pelas pessoas, mas muitos problemas advindos das atualizações acabaram dando dor de cabeça aos usuários, como, por exemplo, a temida tela azul. Essa atualização, que faz parte das ações da Microsoft para deixar o sistema mais seguro de se usar, acometeu diversas máquinas, o que fez a empresa soltar um comunicado explicando o porquê de tal problema. Você pode conferir mais NESSE LINK, que mostrará, entre outras coisas, detalhes das atualizações e os seus possíveis erros :


Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Sistemas Operacionais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.