Requerimentos de Sistema

Quem joga no computador sabe, ou deveria saber: a primeira coisa a se fazer antes de se instalar um novo game é olhar o verso da sua embalagem e ver seus requerimentos de sistema a fim de verificar se são compatíveis com a sua máquina. A coisa fica complicada quando o jogador olha os requerimentos, mas não entende o que eles significam de fato e o impacto que eles podem trazer para o desempenho do seu jogo e para o desempenho do próprio computador.

Manual

Os Itens Básicos

Uma lista de requerimentos mínimos de sistema de um jogo irá constar de alguns itens básicos que decidirão se o jogo irá, ou não, rodar bem no seu computador. São eles:

Processador:

O processador é de fundamental importância, não para os gráficos do jogo em si, mas para as outras tarefas, e não são poucas, que o jogo precisa executar para se manter funcionando. É no processador, por exemplo, que correm os “pensamentos” da inteligência artificial dos inimigos. Mesmo que em alguns jogos se trate de “burrice artificial”, mas é lá que a mágica acontece.

Diagrama

Memória RAM:

Um item fundamental para o funcionamento do jogo. Em determinados momentos pode ser mais importante que o processador do sistema ou mesmo a placa de vídeo. A execução de um jogo em um sistema que não atende aos requisitos de memória RAM pode gerar instabilidade no sistema e, quase sempre, crashs e erros de execução. Na melhor das hipóteses seu jogo irá fechar sozinho várias vezes, na pior, o sistema entrará em pane e você vai conhecer a infame tela azul.

Requerimentos de Sistema

Sistema Operacional:

Essa opção não é levada muito a sério por maioria dos jogadores. Muitas vezes os jogos são escritos para versões atualizadas dos sistemas operacionais inclusive dependendo de recursos que estarão apenas nas versões atualizadas destes.  Por exemplo, com o lançamento de um service Pack. Um service Pack é um conjunto de atualizações para um sistema operacional que podem afetar os mais variados níveis do sistema implementando inclusive suporte a novas tecnologias e recursos.

Hardware de Som:

Apesar de merecer menor atenção que os demais quesitos, o hardware de som também pode gerar problemas quando incompatível com um jogo. Dentre os problemas mais comuns está a completa ausência de efeitos sonoros no jogo. Podem ocorrer também crashs no áudio resultando em sons distorcidos e falta de sincronia.

Hardware de Vídeo:

o hardware de vídeo é responsável principalmente pelo que se vê, ou seja, enquanto o processador toma conta da “burocracia” por trás do jogo, a placa de vídeo cuida daquilo que o jogador vê, os gráficos do jogo. É sempre importante respeitar os requistos mínimos para esse hardware para evitar problemas como slowdowns ou mesmo o completo travamento do jogo. Muitos jogos são desenvolvidos em dependência de determinados recursos que só passaram a estar disponíveis em hardwares gráficos de uma certa época em diante, desse modo, placas anteriores podem gerar uma experiência pobre de desempenho.

Os requerimentos de sistema apresentados nas embalagens de seus games foram testados pelos desenvolvedores para oferecer uma experiência de jogo razoável. Computadores com configurações menores podem até mesmo ser capazes de rodar jogos com requisitos superiores, porém você poderá experimentar um desempenho pobre além de problemas como travamentos e instabilidade. O segredo é: olhe na caixa antes de comprar.

Por Thiago Resende

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Sistemas Operacionais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.