O Que é Grafeno?

O material conhecido como grafeno tem uma grande responsabilidade, ser o futuro da tecnologia. Isso porque se trata de um material composto de átomos de carbono que é o mais fino e mais condutor do planeta. O material que é uma camada de grafite também possui grande resistência uma vez que possui pouca espessura e se mostra 100 vezes mais resistente que o aço.

O material é visto como o futuro da tecnologia pelo fato de que quando é utilizado sozinho e de maneira correta oferece inúmeras possibilidades. Dentre as possibilidades que o grafeno oferece estão a de substituir materiais raros e ainda baratear os custos para o consumidor final.

A História do Grafeno

A descoberta do grafeno se deu em 1947 e foi feita pelo físico Philip Russel Wallace. Esse físico foi o primeiro a estudar de maneira teórica o grafeno, contudo, foi somente no ano de 1962 que o material se tornou real por meio do trabalho dos químicos Ulrich Hofmann e Hanns-Peter Boehm. Aliás, foi Boehm quem batizou o material com esse nome usando a união das palavras grafite e o sufixo –eno.

Porém, o grafeno se mostrou uma alternativa para a tecnologia somente em 2004 quando os físicos Andre Geim e Konstantin Novoselov resolveram fazer um teste do seu potencial como um transistor. A partir dessa experiência se chegou a uma amostra do material para a realização de estudos efetivos, pois se mostrou possível isolá-lo da maneira certa. O mais curioso é que o grande feito dessa experiência foi obtido com o uso de uma fita adesiva.

Grafeno – O Futuro?

Atualmente, o grafeno é bastante valorizado no mundo da tecnologia. Isso porque se trata do material com mais força, leveza e mais fino de que se tem conhecimento. Outras características do grafeno o tornam ainda mais especial como o fato de ser transparente e elástico e ainda possuir propriedades óticas e elétricas.

Muitos cientistas e empresas apostam nesse composto químico para promover uma verdadeira revolução na indústria de eletrônicos. Com o grafeno seria possível criar uma nova geração de componentes assim como de dispositivos. E mesmo se tratando de uma descoberta relativamente recente já conta com  alguns produtos comerciais que serão lançados em breve.

Nokia

Uma empresa que parece estar apostando forte no grafeno é a Nokia que irá lançar aparelhos usando esse material. A ideia da empresa é fazer celulares do material mais resistente do mundo para oferecer mais qualidade aos seus consumidores.

Cabo de Transmissão

O grafeno é o novo queridinho da indústria e um dos produtos que estão sendo feitos a partir desse material é um novo tipo de cabo de transmissão. Para chegar a esse produto os cientistas aproveitaram todo o potencial dos elétrons assim como potencializaram a velocidade de troca dos dados a centenas de vezes mais do que existe atualmente. Para se ter uma ideia essa tecnologia tornaria possível ter uma internet muito mais veloz do que imaginamos hoje em dia.

Antena de Grafeno

Outro produto que está sendo desenvolvido com base nas possibilidades do grafeno é uma antena. Com essa antena criada por pesquisadores é possível fazer transmissões a um metro de distância, 128 GB (ou 1 terabit) por segundo. Somente como uma ideia em 128 GB cabem cerca de 32 mil músicas de 4Mb. O que se espera é que a um distância menor os pesquisadores consigam uma transmissão de cem vezes mais informações no mesmo período de tempo.

Baterias de Grafeno

Com as suas propriedades o grafeno também pode ser usado na criação de baterias. Aliás, uma dessas baterias de grafeno foi descoberta de forma acidental por um estudante da Universidade da Califórnia. O jovem colocou uma camada líquida de óxido de grafite num CD e então o colou num leitor de DVD com LightScribe (uma tecnologia que permite a impressão direta num CD ou DVD).

O sistema foi utilizado para ‘chupar’ o grafite, o resultado disso foi que em apenas dois segundos de carregamento o disco que foi banhado conseguiu carregar um PED durante cinco minutos. Existem ainda algumas versões de baterias que são flexíveis e bem rápidas que ainda estão em desenvolvimento. Essa ideia está ajudando o desenvolvimento de gadgets dobráveis como alguns fabricantes tem sugerido, a Samsung tem feito essa sugestão.

Nanochips, Touchscreen e Outros

O grafeno também está sendo usado para desenvolver pesquisas com fones de ouvido, nanochips, telas touchscreen, filtragem da água salgada assim como dispositivos biônicos. Como existem diversos estudos com grafeno aplicado a tecnologia no momento foi criado um consórcio que faz o incentivo de tais experimentos.

O consórcio se chama Graphene Flagship Consortium e busca investidores. O desejo de usar o grafeno é tão grande que o consórcio já possui nove parceiros dentre os quais estão a Universidade de Cambridge e a Nokia. Participam dessa consórcio vencedores do prêmio Nobel de Física como Konstantin Novoselov e Andre Geim. Vale lembrar que o prêmio Nobel de cada um dos físicos foi obtido justamente com estudos com grafeno.

O Brasil e a Corrida Pelo Grafeno

Uma boa notícia é que nosso país não está de fora da corrida pelo uso do grafeno uma vez que existem investimentos reais nesse sentido. A iniciativa que chama mais atenção é a da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo que conseguiu investimentos para fazer a construção de um centro de pesquisa com foco no grafeno no país. O espaço terá 6 500 metros quadrados e vai contribuir positivamente para novas descobertas com o grafeno.

A Importância do Novo

Uma das principais vantagens que o grafeno oferece é o fato de que irá baratear diversos eletrônicos que são importantes nos dias de hoje. Além disso, oferecerá o aumento efetivo da velocidade de transmissão de dados bem como da internet. Novas descobertas e o desenvolvimento de produtos que utilizem o grafeno irá impactar verdadeiramente em nossas vidas já que poderemos usufruir essas mudanças. O grafeno pode representar uma nova forma de usar os eletrônicos em nosso dia a dia. Agora é ficar aguardando as novidades.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Tecnologias

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.