Gráficos De Acompanhamento Burnup E Burndown

É muito notório que a economia do nosso planeta está diversificando mais e mais. A cada dia, cresce o número de empresas que desejam fazer com que suas atividades cresçam e se diversifiquem, utilizando como premissa a ideia de que, se parar no tempo, a falência vem a galope. E eles não estão errados.

Diversas empresas tomaram esse caminho quando ignoraram as novas tendências do mercado, apostando em algo que, claramente, não teria uma sobrevida garantida. Prova disso é a Nokia, uma das maiores empresas de celulares de todos os tempos que, depois de ignorar a chegada dos smartphones, não conseguiu convencer a clientela de que era uma boa opção, tendo fadado não somente o seu futuro ao fracasso, mas também do seu sistema operacional, o Windows Mobile, que tentou, sem sucesso, fazer frente ao Android, da Google, e o iOS, da Apple.

Outra empresa que também não deu ouvidos ao mercado foi a Kodak. Depois de anos e anos liderando as sessões de foto no mundo todo, decidiu dar um passo e, em 1975, desenvolveu o primeiro protótipo do mundo da câmera digital. Acreditando que isso não teria futuro, deixou de lado esse projeto e continuou investindo em filmes para câmeras. Não demorou muito até que ela fosse totalmente engolida pelas outras concorrentes, fazendo com que ela entrasse em recuperação judicial, se mantendo até hoje.

O que será que pode ter faltado nessas empresas? Organização talvez? Aqui nesse artigo, você vai conferir um pouco mais sobre um método que é bastante aplicado em diversos tipos de empresas: O Scrum. E, também, vai conhecer um pouco mais sobre os gráficos de acompanhamento Burnup e Burndown. Confira:

O Scrum

O Scrum nada mais é do que um método onde ele pode avaliar o projeto de uma empresa e executá-lo em ciclos, fazendo com que esses ciclos se organizem independentemente um do outro, podendo ter certa autonomia para poder ser executado. No entanto, essas áreas tem de possuir sintonia, para que possíveis problemas nesses projetos sejam percebidos a tempo, antes de mandar para a execução. Os ciclos são conhecidos por “sprints”, no quais, em tais sprints, são determinados o que cada componentes do ciclo deve ou não fazer, levando em conta os interesses gerais dos que estão responsáveis por isso.

Esses sprints também são responsáveis pelas reuniões que o SCRUM acomete quando o sistema é aplicado: toda vez que um ciclo termina, é convocada uma reunião para que todos os elementos da equipe possam dar um parecer sobre o que foi desenvolvido durante o período entre uma reunião e outra. Vale ressaltar que essas reuniões acontecem periodicamente, toda vez que um ciclo acaba. Por conta disso, pode acontecer de uma reunião acontecer um dia após uma outra, ou, também, passar uma semana sem acontecer. Depende do ritmo e da sintonia entre os ciclos.

Para poder acompanhar esse desenvolvimento, foram criados dois tipos de gráficos que buscam ajudar os chefes a identificar as equipes ágeis, ou seja, aquelas que conseguem manter um ritmo de desenvolvimento do seu projeto de uma maneira satisfatória.

Os Gráficos BurnDown e Burnup

Para começar, esses dois gráficos buscam estimar o progresso do trabalho das equipes, podendo ajudar o chefe a identificar possíveis vínculos, tendências e estímulos nesses gráficos, o que pode auxiliá-lo na busca de possíveis problemas relacionados a um desenvolvimento mais fraco, buscando meios para ajudar a equipe a desenvolver e a melhorar o seu rendimento.

Através da análise desses gráficos, o chefe pode identificar em quanto tempo uma equipe pode entregar a sua parte ( se é em um dia, em uma semana, em um mês, ou, mesmo, em uma sprint), além de poder ficar a par de problemas que podem estar atrapalhando o desenvolvimento da equipe, tais como problemas com uma complexidade muito alta, problemas na organização e divisão de tarefas e, inclusive, se um dos membros está deixando a desejar em seu cumprimento de trabalho.

O Gráfico BurnDown

Gráficos BurnDown

Gráficos BurnDown

O gráfico BurnDown se diferencia do Burnup por apresentar a performance da equipe em comparação ao que foi planejado e, também, ao que foi entregue. Nesses casos, é possível ver se a equipe está à frente ou está atrás do que foi estabelecido no cronograma. Com a obtenção desses dados,  é possível tomar as devidas providências para poder fazer certas adaptações com o intuito de ajudar os outros componentes da equipe a se reerguerem.

O gráfico BurnDown se caracteriza como sendo um gráfico de reta linear decrescente, com uma linha auxiliar (geralmente, em vermelho), que tem por finalidade identificar possíveis perturbações durante a execução do projeto. Pode ser facilmente identificável no gráfico.

O Gráfico Burnup

Gráfico Burnup

Gráfico Burnup

No caso do gráfico burnup, o principal objetivo é mostrar ao chefe tudo o que foi programado para que a equipe fizesse, e, juntamente com isso, o progresso em que a equipe conseguiu chegar. Se ela completou com o que foi combinado, certamente, o seu progresso estará totalizado e o gráfico mostrará isso. Agora, se o progresso não foi satisfatório, será possível o chefe tomar decisões que visem ajudar a equipe a tomar as melhores decisões para evitar que o projeto se perca em toda a sua essência. Lembrando que esses tipos de projeto envolvem muito dinheiro e, se algum erro vêm a acontecer, muitos problemas econômicos podem surgir.

Muito se têm falando sobre qual seria o melhor gráfico. Basicamente, os dois tem a mesma função, que é o de mostrar para o chefe se o andamento do projeto está indo como esperado. Particularmente, o Burnup pode ser mais vantajoso, haja visto que ele mostra o progresso da equipe, podendo fazer com que o chefe tenha em mãos dados para poder montar soluções que envolvam o quanto ainda falta para progredir, não perdendo tempo com o que já passou.

Mas, em se tratando de empresas de grande porte, tanto o Burnup quanto o Burndown podem ser eficientes, levando em conta um time especializado em analisar esses tipos de gráficos, buscando as melhore soluções para poder melhorar a efetividade em um projeto ou na relação entre os membros da equipe.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.