Dê uma Turbinada no seu PC

Nem todo mundo sabe, mas escassez de memória RAM pode ser muito mais prejudicial ao desempenho de um computador que um processador não tão rápido. Isso não é um problema para a grande maioria dos computadores disponíveis hoje no mercado. Mas ainda há modelos com pentes de memória de 512 MB a venda. Computadores como esses podem gerar uma experiência sofrível para o usuário que tem que esperar vários segundos, ou até minutos, entre o clique de comando e a realização da tarefa requisitada.
Uma memória RAM de 512 MB normalmente não traz grandes dores de cabeça para usuários do Windows XP ou Linux e afins. Mas quando esses computadores estão rodando sistemas como o Windows Vista e o Windows 7 isso pode se tornar um problema caso você não dê uma forcinha para o seu micro.

Computador

Por que o Computador Precisa de Memória RAM?

A memória RAM (Random Acess memory), ou memória de acesso aleatório, é uma parte do sistema responsável por armazenar temporariamente quaisquer dados do seu computador. Quando você dá dois cliques sobre um programa na sua área de trabalho, os dados necessários para fazer aquele programa funcionar são imediatamente transferidos para a memória RAM para que a CPU possa trabalhar com eles.
Cada programa aberto, e também o sistema operacional, ocupa uma parcela da memória RAM. Se o computador dispõe de pouca memória, e o sistema precisa de mais memória do que há disponível, então um recurso chamado Memória Virtual entra em ação. A memória virtual é uma parcela do disco rígido, normalmente do mesmo tamanho que a memória RAM instalada no computador, onde os dados que não cabem na memória RAM são guardados.
O grande problema com a memória virtual, ou arquivo de paginação, é que o acesso ao disco rígido é muito mais lento que o acesso à memória RAM, logo o computador começa a ficar cada vez mais devagar para executar suas tarefas.

Não Suporta

ReadyBoost

O ReadyBoost é um recurso que acompanha o Windows Vista e o Windows 7 em todas as suas versões. Esse recurso tem por finalidade expandir a memória do sistema usando a memória de dispositivos portáteis como unidades flash, os populares pendrives.
Ao usar o ReadyBoost é criado um arquivo de memória virtual dentro do dispositivo móvel, assim como é feito no disco rígido. A grande vantagem é que ao usar um dispositivo flash, os tempos de gravação e leitura de dados nesses dispositivos são bem menores do que os do disco rígido do computador. É sempre importante lembrar que, por mais que o tempo de acesso ao HD seja menor que o acesso a um dispositivo conectado a uma unidade USB, o disco rígido do computador tem mais o que fazer além de ficar “quebrando galho” de memória RAM, não é?
Para deixar ainda mais clara essa ideia, imagine que ao abrir um programa não haja memória RAM disponível. Então o sistema irá utilizar a memória virtual do HD. O disco terá um trabalho dobrado nesse caso, pois ao mesmo tempo em que lê os dados do programa, ele os está gravando em outro setor dele próprio. Daí o porquê de a memória flash do pendrive conectado à porta USB superar o disco rígido.

Pendrive

Como usar o ReadyBoost

Para usar o ReadyBoost no seu Windows Vista ou 7 basta conectar um pendrive que tenha memória rápida o suficiente. Para saber se seu dispositivo suporta o ReadyBoost consulte a embalagem. Se você não tem mais a embalagem ou comprou seu pendrive no camelô da esquina e não tinha embalagem mesmo então use o plano B. Conecte o pendrive ao seu computador e aguarde a janela de reprodução automática.
Para pendrives que suportam o recurso, a janela de reprodução automática possui uma opção chamada “acelerar meu sistema”.

Escolha a opção “acelerar meu sistema”. Aparecerá uma janela com as opções de configuração do ReadyBoost. Para usar esse recurso você deve selecionar “usar esse dispositivo” e, em seguida, a quantidade de memória alocada como memória virtual. É recomendável usar de uma a três vezes a quantidade de memória real do seu computador como memória física. Por exemplo, se seu computador possui 1 GB de memória RAM, você pode usar de 1 GB a 3 GB do seu dispositivo para memória virtual. Alocar mais que três vezes a sua memória real poderá reduzir o desempenho do ReadyBoost. Depois de tudo escolhido clique em OK e mantenha o dispositivo conectado ao computador enquanto estiver o usando.

Vale lembrar que o espaço alocado para o ReadyBoost ficará ocupado, não estando disponível para outros arquivos. Para não usar mais o dispositivo como memória virtual basta voltar à janela do ReadyBoost e selecionar “não usar esse dispositivo”.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Sistemas Operacionais

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • ola boa tarde !
    gostei muito das dicas e gostaria de saber eu tenho um pc com windows 7 e um com xp
    e tenho um monte de pendriv e gsotaria de saber como faço pra deixar ele como memoria os dois tem pc tem 512 de memoria ram

    thomaz 18 de Maio de 2010 17:43
  • O ReadyBoost substitui o arquivo de paginação (Memória Virtual)?

    Ettienny 9 de junho de 2010 16:42

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.